• 18 de setembro, 2018

Os 9 problemas que podem impactar negativamente em um empreendimento ou projeto

Que empreender é difícil não é segredo para ninguém. E talvez os obstáculos impostos e o esforço necessário sejam as principais barreiras para que as pessoas desistam de investir em projetos, empresas ou até nelas mesmas antes de tentar.

O essencial na hora de decidir começar um projeto ou empreendimento é saber do que se precaver. Existem erros clássicos e problemas frequentes que podem desmotivar ou até mesmo causar ou insucesso de um projeto. E saber quais são e como evitá-los é a chave para um desenvolvimento saudável.

1. Falta de planejamento

Pular de cabeça em um projeto se programar é talvez o erro mais comum. É necessário avaliar verba, tempo necessário, objetivo, mão de obra, entre outros fatores que são essenciais no andamento saudável de um projeto. Mapear o curso do seu projeto claramente ou pelo menos das primeiras etapas cautelosamente pode ser o que faz a diferença entre o sucesso o fracasso.

Cada projeto é particular e tem suas complexidades, não as entender ou prever de início pode atrapalhar o fluxo de desenvolvimento e causar surpresas indesejáveis no decorrer do empreendimento. Como por exemplo chegar ao meio de um projeto e perceber que não há verba suficiente para terminá-lo ou contratar mão-de-obra que não é suficiente para cumprir as horas desejadas.

Porém o principal impacto negativo que a falta de planejamento possa causar, seja a má administração do prazo e recursos. Quando se desenvolve um projeto, seja ele pessoal, empresarial ou de qualquer natureza, existe um prazo para que este esteja em funcionamento. Possivelmente esse prazo esteja relacionado ao custo e retorno monetário do projeto, já que raramente a verba é ilimitada e na maioria das vezes há um tempo limite para começar a dar retorno ao investidor, até mesmo para a continuidade do projeto. Quando o prazo não é respeitado e o retorno não acontece, o resultado começa a ser negativo e gerar problemas financeiros que podem impossibilitar a continuidade do desenvolvimento e gerar a possível parada do projeto, desperdiçando todo o tempo investido.

2. Alterações tardias

Possivelmente, esse problema será resultante de um projeto mal planejado, mas algumas vezes pode ser somente uma consequência de um cliente indeciso ou um corpo de investidores com ideias diferentes.

Quando um empreendimento ou projeto é planejado coloca-se em pauta tudo o que será feito, em quanto tempo, quanto custará e todos os outros detalhes referentes ao seu desenvolvimento. Essa é a planta base de um projeto, e todo o resto está conectado a isso.

Muitas vezes o que pode parecer uma alteração simples, ou até uma mudança de ideia em relação a alguma parte do projeto pode desencadear consequências negativas significantes ainda mais se forem feitas em etapas mais avançadas do desenvolvimento. Ou seja, caso não seja deixado claro para o cliente ou dentro na cabeça do próprio criador do projeto que existe um limite para alterações, o redesenho constante e as mudanças frequentes podem balançar a estruturas do empreendimento e interferir em prazos, custos, retorno ou até na identidade e objetivo do que está sendo desenvolvido.

3. Gerenciamento de riscos precário

Quando um empreendimento é iniciado ou a decisão de iniciar um projeto é feita precisa-se ter na cabeça os possíveis riscos do negócio. Existe praticamente 100% de chances da criação e desenvolvimento de um projeto não ser perfeito e aparecerem problemas no caminho. E é necessário estar preparado para tais.

Por exemplo, se um funcionário se planeja para fazer uma apresentação para seus superiores é necessário que ele esteja preparado e pense em todos os possíveis problemas que pode encontrar no caminho e considere possíveis soluções. Como ter a a apresentação online caso seu pen drive não funcione, levar seu próprio notebook carregado caso não tenha tomada no local, até mesmo coisas mais raras como levar uma troca de roupa caso aconteça algo com a sua… E quanto mais preparado ele estiver, menos chances de ter sua apresentação prejudicada haverão. Sendo assim, os impactos negativos em sua carreira são consideravelmente reduzidos.

Ou seja, sendo um empreendedor ou administrador de projeto, é necessário mapear tudo que pode ser um contratempo no desenvolvimento e ter um plano determinado para resolvê-los ou isso pode ser o fator determinante na falha de seu empreendimento.

4. Ouvir pouco ou demais opiniões externas

Ao desenvolver um projeto é normal que hajam diversos tipos de pessoas envolvidos. O criador, talvez um cliente, os desenvolvedores, designers, investidores e etc.. E uma coisa que podemos apostar e que todos terão uma opinião sobre o caminho certo a seguir. Um projeto saudável é aquele que todos têm voz mas somente o administrador tem a voz final. É um caso clássico aonde não encontrar um meio termo positivo entre opiniões pode ser a ruína de um resultado satisfatório.

Afinal, não ouvir ninguém pode gerar a cegueira para possíveis problemas que estão claros para os outros, mas não tanto para o administrador do projeto ou oportunidades de melhoria que seriam diferenciais no empreendimento mas acabarão não sendo feitas.

E existe o efeito contrário, aonde o administrador tenta ouvir e agradar a todos fazendo do projeto o famoso “Frank Stein”, algo sem unidade, sem coerência e que não segue uma só linha de pensamento e acaba se perdendo no meio de tantas opiniões e alterações.

5. Falta de comunicação

Esse principal erro de quase tudo na vida não se ausenta na hora de construir um projeto. A falta de comunicação em qualquer nível pode gerar problemas diversos no curso do desenvolvimento de algo.

Digamos que se tenha um projeto bem planejado, com funções bem distribuídas, custo e prazos no lugar, mas em algum momento uma mudança precisa ser feita no desenho e não é comunicada a todos os setores envolvidos que continuam trabalhando em suas funções como determinado no plano inicial. Isso não só gerará um retrabalho em vários setores como irá desalinhar tudo que estava perfeito até o momento como um dominó, o prazo, os custos, horas de trabalho, por causa de algo considerado um detalhe por muitos que é uma boa comunicação.

A falta de comunicação também pode gerar impactos diretamente no “produto” desenvolvido assim como descrito no item anterior (4. Ouvir pouco ou demais opiniões externas). Afinal, quando não há um canal de comunicação saudável entre todos os setores, gestão, administração, criação e etc., muitas oportunidades e erros podem ser ignorados.

6. Erros na atribuição e gerenciamento de tarefas

Talvez atribuição e gerenciamento seja a principal responsabilidade de um administrador de projeto. Afinal, o projeto só anda quando cada um sabe claramente o que fazer e tem suas responsabilidades em dia.

Essa é possivelmente a área mais difícil de manter nos trilhos pelo grande número de erros que podem ser cometidos desde o primeiro momento no projeto como por exemplo distribuir as horas de trabalho incorretamente dando tempo demais ou de menos para certas tarefas serem concluídas. Além disso, pode-se administrar mal as equipes, colocando-as responsabilidades que não as convém ou não acompanhando corretamente como vai o andamento de tudo.

Seja lá qual for o erro cometido nesse estágio com certeza terá uma repercussão significativa em todo o planejamento e pode ser a ruína de seu projeto.

7. Falta de avaliação e acompanhamento do desenvolvimento do projeto

Fazer um planejamento de sucesso não tem significado nenhum se ele não for acompanhado e seguido a risca. Um problema que pode levar seu projeto ao fim é não acompanhar como está o andamento dele em cada etapa.

Quando se tem tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo, como acontece quase sempre um desenvolvimento de projeto, é fácil de perder no meio de tudo. Por isso existem ferramentas online, sistemas ou até pessoas para ajudar com a organização e cumprimento do planejamento de um projeto.

É fácil se perder do meio dos processos e não reparar no atraso de uma tarefa ou em um custo extra quando não se está acompanhando detalhadamente o andamento de tudo. E esses detalhes, mesmos que pequenas, quando acumulados ao final do projeto podem ter um impacto negativo bem grande.

8. Design mal elaborado

Muitos consideram design como a “beleza” de um projeto. Mas a verdade é que design é muito mais que isso. Atualmente o design considera a experiência do usuário e como ele se comporta ao usar um produto, site, aplicativo, serviço ou seja qual for o projeto em questão.

Um design mal pensado por confundir o cliente e fazer com que ele desista do projeto antes mesmo de conseguir chegar ao seu potencial. Principalmente em tempos de crise, todos são mais criteriosos em como e onde gastam seu dinheiro, e estar dentro dessa cota não é a coisa mais fácil do mundo. É necessário prestar atenção no que os consumidores querem e estar conectados a suas necessidades para saber como desenhar o produto certo para conquistá-los. Quando se desenha um projeto sem considerar o seu público, os esforços e recursos para conseguir vendê-lo terão que ser bem maiores e nem sempre eficazes. E mesmo após a venda pode ser que os consumidores não se encantem com o que encontrem em um primeiro momento e por mais que haja a conversão de vendas, a fidelidade pode ser prejudicada.

9. Planejamento de marketing incorreto ou inexistente

Seu o seu projeto estiver impecável mas ninguém souber que ele existe, de nada adianta. E um erro crucial que muitos cometem é deixar o marketing de fora de seu planejamento base. Quando um projeto termina, já é hora dele ser “lançado” no mercado e se o marketing não for feito corretamente ou for deixado para ser feito somente nesse momento pode ser que o potencial incrível do seu empreendimento nem chegue a ser descoberto por possíveis clientes/usuários.

Ter um projeto bem construído sem comunicar de forma eficiente é como ter uma loja som ótimos produtos mas sem fachada ou vitrine. Se seu público não for bem estudado, seu objetivo geográfico não for bem definido, suas técnicas de abordagem não forem eficazes entre outros inúmeros erros, seu projeto nunca atingirá sem potencial e poderá falhar sem ter nenhum defeito “mecânico”.

Por exemplo, alguém já viu pão sendo vendido na internet ou aplicativos sendo oferecidos por vendedores de porta em porta? É porque cada nicho está em um lugar, falando uma língua, e se comportando de sua devida maneira. E quando as linguagens não são compatíveis a compra nunca acontecerá com sucesso.

Existem muitos desmembramentos e outros pequenos problemas que podem vir dos citados acima. Mas estando preparado para os principais e prestando atenção em como contorná-los e evitá-los, é possível chegar ao sucesso com o seu empreendimento.

Mariana Hilario

Mariana Hilario